Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Forças Armadas destacarão 38 mil militares para a segurança dos Jogos Olímpicos

© Valter Campanato/ Agência BrasilSoldados do Exército Brasileiro
Soldados do Exército Brasileiro - Sputnik Brasil
Nos siga no
Cerca de 38 mil militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica reforçarão a segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, informou nesta sexta-feira (7) o Ministério da Defesa.

Governador Luiz Fernando Pezão com agentes da Polícia Militar do Rio de Janeiro - Sputnik Brasil
Rio 2016 vai ter centro de combate a terrorismo e mais de 85 mil agentes de segurança
No Rio de Janeiro, serão mobilizados 20 mil homens, além de 18 mil militares em Brasília, Belo Horizonte, Manaus, Salvador e São Paulo, que receberão jogos de futebol.

A operação deve custar, ao todo, R$ 580 milhões, valor aplicado desde o ano passado, conforme o ministério. O custo total é menor que o gasto na Copa do Mundo de 2014 pela Defesa (R$ 709 milhões), já que algumas estruturas do torneio devem ser aproveitadas nas Olímpiadas.

“A Defesa é responsável pelo espaço aéreo, pelo espaço marítimo, pelas áreas contra terrorismo e pela área de controle de estruturas estratégicas – como energia e torres de transmissão, segurança cibernética”, explicou o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, general José Carlos De Nardi. O policiamento nas ruas cabe à Polícia Militar.

Segundo o ministério, mais de 15 mil atletas de 205 países participarão dos Jogos, que começam em agosto do ano que vem. A pasta diz que cerca de 100 autoridades estrangeiras deverão passar pelo Brasil durante os eventos.

Anéis olímpicos dos Jogos de 2016, no Parque Madureira - Sputnik Brasil
Rio 2016 terá o maior esquema de segurança da história das Olimpíadas
As Forças Armadas atuarão na segurança de 65 modalidades, 44 eventos-teste e quatro cerimônias. Também está previsto o monitoramento da passagem da tocha olímpica por 300 cidades do país, que vai começar em 3 de maio de 2016 e deve durar 100 dias.

De Nardi destacou a necessidade de integração entre a Polícia Federal, a Interpol e as forças de segurança de outros países para o sucesso dos Jogos, informou Agência Brasil.

“Pela experiência que nós temos dos grandes eventos, estamos em condições de fazer o melhor e termos a melhor Olimpíadas dos últimos tempos”, finalizou o general.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала