Seis pessoas são esfaqueadas na Marcha do Orgulho Gay em Jerusalém

© REUTERS / Amir CohenHomem que esfaqueou participantes de marcha LGBT em Jerusalem é levado preso pelas forças de segurança
Homem que esfaqueou participantes de marcha LGBT em Jerusalem é levado preso pelas forças de segurança - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um judeu ultraortodoxo esfaqueou seis pessoas durante a Marcha do Orgulho Gay em Jerusalém. Na edição de 2005 da marcha, ele já havia ferido três pessoas.

Papa Francisco em oração. - Sputnik Brasil
Vaticano se recusa a aceitar embaixador francês gay
O homem saiu  da prisão há apenas três semanas, após cumprir pena de dez anos pelo ataque anterior, segundo fonte oficial citada pela agência France-Presse (AFP).

Uma testemunha informou à agência espanhola EFE que ele "começou a apunhalar as pessoas, e rapidamente vários policiais partiram para cima dele, imobilizando-o numa questão de segundos".

Cerca de 5 mil pessoas participaram da marcha nesta quinta-feira em Jerusalém para reivindicar os direitos da comunidade LGBT, um evento acompanhado por centenas de agentes de segurança.

Em comunicado, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, condenou o ataque, informou Agência Brasil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала