Vice-premier da Crimeia: posição de Paris sobre visita de delegação francesa é histérica

© Sputnik / Taras Litvinenko / Abrir o banco de imagensГорода России. Ялта
Города России. Ялта - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-primeiro-ministro da Crimeia, Ruslan Balbek, afirmou que as declarações do ministério das relações exteriores da França e da Ucrânia sobre a visita da delegação de parlamentares franceses à Crimeia demonstram a indisposição do Ocidente e de Kiev para saber a verdade sobre a vida na Crimeia.

A diplomacia francesa considerou uma violação do direito internacional a próxima visita de um grupo de parlamentares franceses à Crimeia.

"As declarações histéricas do ministério das relações exteriores francês e da Ucrânia sobre a visita da delegação francesa à Crimeia demonstram que nem o Ocidente nem a Ucrânia querem saber a verdade sobre a vida na Criméia. Eles fecham os olhos para o fato de que não há prejuízo, não repressão política, e mais importante, os habitantes da Crimeia não têm ódio nem contra a Ucrânia nem contra o Ocidente. Nossa península, apesar das declarações de alguns políticos, não é uma base militar, mas um destino turístico", afirmou o vice-primeiro-ministro em sua página no Facebook. 

Cidade de Sevastopol na Crimeia - Sputnik Brasil
Delegação francesa busca diálogo na Crimeia, apesar de Hollande
Anteriormente foi anunciado que na próxima quinta-feira (23) uma delegação de legisladores franceses visitaria a Crimeia, onde se reuniriam com as autoridades locais, a fim de conhecer a situação na península em primeira mão.

"Lamento muito. Esta visita viola o direito internacional”, disse o porta-voz do ministério das relações exteriores da França, Romain Nadal.

Ele enfatizou que é uma "iniciativa privada" dos deputados, cujo número do grupo será de 10 pessoas parlamentares.

Políticos russos, por sua vez, elogiaram "o exemplo de diplomacia parlamentar competente" para dar aos legisladores franceses. Segundo o senador Konstantin Kosachev, os franceses inevitavelmente se submeteram a pressões por visitar a Crimeia.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала