Francesa é caso raro de regressão do HIV mesmo sem tomar medicamentos há 12 anos

Nos siga noTelegram
O Instituto Pasteur de Paris apresentou esta semana um caso raro da medicina. Uma jovem francesa de 18 anos, que contraiu o HIV no nascimento, está há 12 anos sem tratamento antirretroviral, sendo a primeira pessoa de regressão do vírus da AIDS sem medicamentos.

Dia Mundial de Combate à Aids. - Sputnik Brasil
ONU acredita no fim da epidemia da Aids até 2030 e elogia o trabalho do Brasil
Em Vancouver, no Canadá, onde participa e apresentou um estudo na 8ª Conferência sobre Patogênese do HIV. O médico francês Asier Saez-Cirion afirmou que o caso mostra que “é possível uma regressão prolongada após um tratamento precoce em uma criança”.

Ele contou que a menina, cuja identidade foi preservada, contraiu o HIV no nascimento por conta do mau controle do vírus em sua mãe. A partir de então, começou a receber um tratamento profilático, passando a receber medicamentos retrovirais aos três meses, quando a carga viral subiu muito. Aos cinco anos e meia, sua família parou de levá-la à clínica onde era tratada.

Saez-Cirion afirmou que a jovem francesa está em um grupo muito pequeno de pessoas que permanece livre de uma infecção ativa do HIV por um longo tempo, mesmo sem tomar antirretrovirais. O pediatra Pierre Grande disse que ela sabe que é uma situação excepcional e que não pode ser considerada curada.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала