Ex-funcionário do Pentágono responsabiliza EUA por crescimento do Estado Islâmico

© AP PhotoCombatentes do Estado Islâmico (EI).
Combatentes do Estado Islâmico (EI). - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-Diretor da Agência de Inteligência de Defesa (DIA) do Pentágono, Michael Flynn, realizou duras críticas contra a estratégia do governo americano durante entrevista ao canal Al Jazeera.

Militantes do Estado Islâmico (EI) - Sputnik Brasil
Opinião: Estado Islâmico emprega armas químicas estrangeiras
Flynn disse que a estratégia usada pelo governo americano deveria ser completamente diferente: “O que nós temos é esse contínuo investimento no conflito. Quanto mais armas nós enviamos, quanto mais bombar nós jogamos, isso só… abastece o conflito. Alguma destas coisas devem ser feitas, mas eu estou procurando por outras soluções.”

Quando perguntado sobre o crescimento do Estado Islâmico no Iraque, Flynn foi decidido: “Nós definitivamente jogamos gasolina no fogo. Absolutamente… não há dúvida, a história não será gentil com as decisões que foram tomadas, certamente, em 2003.”

O ex-funcionário disse também que o tratamento dado nas prisões no Iraque radicalizou os cidadãos, que depois se filiariam à Al-Qaeda e ao EI.

Fonte: Revista Opera

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала