Empresas alemãs retornam ao Irã

© Sputnik / Vladimir FedorenkoTorre Milad em Teerã
Torre Milad em Teerã - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro da Economia e Tecnologia da Alemanha, Sigmar Gabriel, é esperado neste domingo (19) em Teerã, tornando-se o primeiro alto responsável do Ocidente a visitar o país desde o acordo sobre o programa nuclear iraniano foi alcançado.

O ministro é acompanhado por 10 dos maiores empresários alemães, divulgou a agência noticiosa Fars:

"A delegação, que será composta por representantes de diferentes empresas industriais alemãs, incluindo a Linde, Siemens, Mercedes-Daimler, Volkswagen, GIZ e dezenas de outras, chegará a Teerã nos próximos dias", disse o ministro na sexta-feira (17).

A visita durará três dias, durante os quais Sigmar Gabriel deve realizar conversações com o presidente iraniano Hassan Rouhani, o chefe do Banco Central do Irã e três ministros: do Petróleo, da Energia, e Indústria, Minas e Comércio.

© AFP 2022 / MICHAEL KAPPELER O ministro da Economia e Tecnologia da Alemanha, Sigmar Gabriel, deixa para o Irã em 19 de julho de 2015 a partir de Berlim.
O ministro da Economia e Tecnologia da Alemanha, Sigmar Gabriel, deixa para o Irã em 19 de julho de 2015 a partir de Berlim. - Sputnik Brasil
O ministro da Economia e Tecnologia da Alemanha, Sigmar Gabriel, deixa para o Irã em 19 de julho de 2015 a partir de Berlim.

Bandeira dos EUA - Sputnik Brasil
Opinião: EUA fizeram acordo com Irã para se concentrar na Rússia e China
O Irã e a Alemanha eram parceiros comerciais muito próximos mas, em resultado das sanções, o comércio entre eles diminuiu de cerca de 8 bilhões de euros em 2003-2004 para 2,4 bilhões de euros no ano passado, segundo dados alemães.

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Alemanha, Eric Schweitzer, que acompanha o ministro, declarou que nos próximos dois ou três anos o volume do comércio pode triplicar e atingir cerca de 10 bilhões de euros.

Benjamin Netanyahu - Sputnik Brasil
Governo, mídia e população de Israel divergem sobre acordo do programa nuclear do Irã
Lembramos que na terça-feira (14) após 12 anos de negociações, o Irã e o sexteto de mediadores internacionais (composto por EUA, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha) chegaram a um acordo abrangente sobre o programa nuclear iraniano em troca de levantamento das sanções contra o país.

O acordo alcançado tem o objetivo de assegurar que o Irã não tem armas nucleares e, segundo declarou a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, a partir de agora existe a certeza de que "o programa nuclear do Irã será exclusivamente pacífico".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала