ONU terá 10 anos para retomar sanções contra Irã, no caso de violação do acordo nuclear

© REUTERS / Eduardo Munoz Integrantes do Conselho de Segurança da ONU
Integrantes do Conselho de Segurança da ONU - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um rascunho da resolução da Organização das Nações Unidas para implementar o acordo nuclear prevê que as sanções voltarão a ser impostas, de modo automático, caso Teerã deixe de cumprir suas obrigações. Mas também aponta que este mecanismo terá prazo de 10 anos.

Barack Obama respondeu a perguntas sobre o acordo com o Irã em coletiva de imprensa realizada na Casa Branca nesta quarta-feira (15) - Sputnik Brasil
Obama: apesar do acordo, EUA e Irã ainda terão diferenças profundas
O rascunho, obtido nesta quarta-feira, pela Associated Press, diz que nenhuma das sanções da ONU contra o Irã deverá voltar a ser aplicada após o prazo dez anos. No entanto, uma fonte dos Estados Unidos, familiarizada com as negociações, revelou que o Conselho de Segurança da ONU concordou com a adoção de uma nova resolução, para que ao final dos dez anos o mecanismo ainda possa valer por cinco anos adicionais.

O presidente dos EUA, Barack Obama, citou o mecanismo que permite a volta das sanções como sua principal defesa para a proposta do acordo, apesar da forte resistência dos membros do Congresso em Washington, bem como de alguns aliados norte-americanos, como Israel. A França também ressaltou o fato de que as sanções voltarão a vigorar, caso o Irã quebre as promessas, informou Agência Estado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала