Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Adesão de Índia e Paquistão à SCO pode ser anunciada nesta sexta-feira

© AFP 2021 / PRAKASH SINGHPaquistão e Índia podem ser os novos membros permanentes da Organização para Cooperação de Xangai (SCO)
Paquistão e Índia podem ser os novos membros permanentes da Organização para Cooperação de Xangai (SCO) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A cidade russa de Ufá sediará em 10 de julho a reunião do Conselho de Chefes de Estado dos países-membros da Organização para Cooperação de Xangai (SCO). Espera-se que ao fim do encontro seja anunciado o início do processo de adesão da Índia e do Paquistão como novos membros permanentes desta organização.

Apresentando-se nesta quarta-feira no centro de imprensa das cúpulas de BRICS e SCO, em Ufá, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, declarou que a inclusão da Índia e do Paquistão na SCO criará oportunidades para melhorar as relações entre esses dois países.

Nas palavras do chanceler russo, quanto maior for o número de formatos de interação e diálogo entre Índia e Paquistão, maiores serão as possibilidades de ajudar esses dois países vizinhos a superar as divergências ainda existentes entre eles. 

Logo da cimeira BRICS em Ufá - Sputnik Brasil
Embaixador chinês na Rússia: BRICS e SCO avançam em conjunto

As difíceis relações entre Nova Deli e Islamabad têm sido um dos principais obstáculos para o aumento de status dos dois países junto à SCO, com ambos ocupando hoje a posição de observadores na organização. Essa barreira, no entanto, parece ter sido finalmente vencida. Primeiramente porque Índia e Paquistão têm dado passos claros de reaproximação. Em segundo lugar porque formou-se um consenso de que as diferenças em si não são motivo para impedir a entrada dos dois países na organização.

Sergei Lavrov explicou aos jornalistas que na atual formação da SCO, também existem divergências entre alguns de seus países-membros. Segundo o ministro, a organização fornece uma plataforma, cria uma atmosfera para minimizar ao máximo essas diferenças, para debater as dificuldades existentes e encontrar soluções.

A opinião de Lavrov é também compartilhada por outros parceiros da Rússia na SCO. E é importante destacar que a adesão da Índia e do Paquistão é saudada pela China, um país que está interessado na estabilização da situação no Sul da Ásia. Pelo fato de possuir um histórico complicado de relações com a Índia, a China demorou para enxergar com bons olhos a inclusão desse país no bloco. 

Bandeiras dos BRICS - Sputnik Brasil
Opinião: Encontro SCO-BRICS pode ser via para acabar com marasmo econômico global

Essa difícil posição chinesa frente à expansão da organização foi explicada em entrevista à Sputnik pelo vice-diretor do Departamento para Assuntos da Europa e Ásia Central da China, Gui Congyou. Na opinião do diplomata chinês, a expansão da SCO representa um importante indício do aumento de sua autoridade.

"Tenho a certeza de que nessa quinta reunião de cúpula da SCO os membros da organização avaliarão e aprovarão a intenção da Índia em elevar o seu status junto à SCO. É claro que a ampliação da SCO e o surgimento de novos membros permanentes deverão seguir os devidos procedimentos jurídicos adotados. Os novos países-membros da SCO devem cumprir todos os documentos relativos à cooperação assinados no âmbito da SCO. A Índia é um país importante com economia em desenvolvimento. Nós esperamos que o aumento do status da Índia junto à SCO reflita de forma positiva sobre a cooperação econômica da SCO, inclusive sobre o alinhamento de projetos do Cinturão Econômico da Rota da Seda e a União Econômica Eurasiática" – disse Gui Congyou.

Ainda de acordo com Lavrov, Moscou sempre partiu do pressuposto de que a adesão de importantes atores geopolíticos como a Índia e o Paquistão tornará a SCO mais forte e influente. E "é simbólico que o processo de aumento de status de dois países junto à SCO seja iniciado durante a presidência da Rússia na organização. A adesão da Índia e do Paquistão elevará não apenas a abrangência geográfica e o potencial econômico da SCO, mas também a sua capacidade de solucionar difíceis problemas regionais, inclusive ligados à ameaça terrorista, que ainda persiste nesta região".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала