China divulga restrição de venda de ações para conter queda da bolsa

© AFP 2022 / Greg BakerBolsa de valores de Xangai.
Bolsa de valores de Xangai. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A China Securities Regulatory Commission (CSRC) proibiu os acionistas com mais de 5% de participação em uma empresa vendam seus papéis nos próximos seis meses. A agência reguladora do mercado de ações chinês divulgou a medida em seu site acompanhada da promessa de uma severa punição a quem violar a regra.

Bolsa de Valores de Xangai. - Sputnik Brasil
Queda nas bolsas chinesas puxa baixa asiática e provoca temor na Europa
A proibição faz parte de um conjunto de ações que tentam conter a queda no valor dos papéis negociados em Xangai e Shenzen. Somente no último mês, as bolsas chinesas caíram aproximadamente 30%. O impedimento também vale para os investidores estrangeiros na China.

Os principais acionistas dos bancos e grandes companhias chinesas afirmaram que manterão suas participações acionárias e até aumentarão suas cotas. Até quarta-feira (8), mais de 1.300 empresas listadas nas bolsas da China haviam suspendido a negociação de suas ações, o que equivale a um valor de US$ 2,4 trilhões.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала