- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Rússia abre mercado de leite em pó para o Brasil

© Priscilla Mendes/Ministério da AgriculturaMinistra Kátia Abreu durante visita a Moscou
Ministra Kátia Abreu durante visita a Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Esse foi um dos resultados da visita da ministra da Agricultura, Kátia Abreu, a Moscou. Em contrapartida, o Ministério da Agricultura concluiu as análises para liberar a importação de pescado e de trigo da Rússia, informou o site do órgão brasileiro.

Carne - Sputnik Brasil
Exportações da carne brasileira dependem do mercado russo
Nesta quarta-feira, (8), 11 empresas brasileiras receberam autorização do Ministério da Agricultura da Rússia para exportar leite em pó. A medida foi anunciada durante visita da ministra Kátia Abreu a Moscou. 

Esta será a primeira vez que o Brasil venderá o produto à Rússia. A Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos) espera exportar, no médio prazo, 20 mil toneladas por ano de leite em pó para o mercado russo (que importa anualmente 630 mil toneladas do produto — equivalente a US$ 1,2 bilhão), informou o site do ministério da Agricultura. 

"Temos todas as condições de atingir 50% do mercado russo", afirmou Kátia Abreu, ao se reunir com o ministro da Agricultura da Rússia, Aleksandr Tkachev.

"Exportamos apenas 1% da nossa produção, que em 2014 foi de 37 bilhões de litros. Aumentamos nossa produção anual em 5% e nosso consumo avança apenas em 3%. Por conta desse descompasso, temos que aumentar e diversificar nossas exportações", disse a ministra.

A exportação de tripas à Rússia também entrará no acordo. 

Porco - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Rússia detém 38% das exportações da carne suína brasileira
Em contrapartida, o Ministério da Agricultura concluiu as análises para liberar a importação de pescado e de trigo da Rússia. Quase metade do trigo consumido no Brasil é de importação.

"Atualmente compramos trigo de países que não têm comércio intenso com o Brasil, como o Canadá.  Vamos mudar isso e priorizar os mercados que nos oferecem reciprocidade, como é o caso da Rússia, um dos principais destinos de carnes bovina, suína e de aves", assinalou a ministra.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала