Banco dos BRICS poderá começar a emitir créditos já a partir de abril de 2016

© SputnikBandeiras países BRICS
Bandeiras países BRICS - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), indiano Kundapur Vaman Kamath, revelou nesta quarta-feira, durante o Fórum Financeiro dos BRICS, em Ufá, que a entidade poderá começar a emitir empréstimos já a partir de abril do ano que vem.

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento e Sustentabilidade (BNDES), Luciano Coutinho - Sputnik Brasil
Banco dos BRICS agregará novas fontes de investimento para o Brasil
A acordo de criação do Novo Banco de Desenvolvimento foi assinado um ano atrás, no Brasil. Segundo revelou anteriormente o ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov, os primeiros projetos aptos a receber financiamento da nova entidade serão anunciados já em 2015. Segundo ele, trata-se, antes de tudo, de projetos de infraestrutura relacionados à Rota de Seda da China. 

O Fórum Financeiro contou com a participação de altos representantes da economia russa, como o presidente do Vneshekonombank, Vladimir Dmitriev, e o presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Rússia, Sergei Katyrin, que anteriormente, no mesmo dia, tinha participado do Fórum de Negócios. 

A reunião dos ministros das finanças e governadores dos bancos centrais dos BRICS - Sputnik Brasil
Banco BRICS vai iniciar reformas econômicas globais
O Brasil foi representado no evento pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento e Sustentabilidade (BNDES), Luciano Coutinho, que concedeu uma entrevista exclusiva à Sputnik Brasil, na qual frisou a importância do Banco dos BRICS para o comércio internacional. Para Coutinho, o Banco dos BRICS deve servir como um instrumento de atração de mais investimentos e de maior coesão dos bancos de desenvolvimento nacionais dos países-membros.

Também presente no fórum, o presidente do Banco de Desenvolvimento da China, Zheng Zhijie, informou que até no final do primeiro trimeste de 2015 o volume de créditos emitidos foi de 58,9 bilhões de dólares para os países do BRICS, e de 41,5 bilhões de dólares para os países da Organização de Cooperação de Xangai (SCO).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала