Pamela Anderson pede ajuda a Putin para deter envio de carne de baleia ao Japão

© AP Photo / Akira SuemoriPamela Anderson posa para fotógrafos em campanha pró-animais
Pamela Anderson posa para fotógrafos em campanha pró-animais - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A atriz canadense Pamela Anderson, conhecida pela defesa dos direitos dos animais, enviou uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, nesta semana, pedindo ajuda para impedir que um navio repleto de carnes de baleias capturadas ilegalmente siga viagem até o Japão.

A embarcação em questão, denominada Winter Bay, tem registro em São Cristóvão e Nevis, mas o carregamento de 1.700 toneladas pertence a companhia islandesa Hvalur Hf. Depois de ter passagem recusada pelos canais do Panamá e de Suez, o navio se encontra agora atracado no porto de Tromso, na Noruega, onde aguarda permissão da Rússia para seguir pelas águas geladas da Passagem do Noroeste, no Oceano Ártico.

"Eu acredito que nós dois compartilhamos um amor mútuo pelos animais e um profundo respeito pela natureza. E, por essa razão, eu gostaria de lhe fazer um pedido pessoal, em nome das baleias", diz o texto escrito no último domingo pela ativista e estrela da antiga série de TV 'SOS Malibu'. Na mensagem, a artista descreve como os animais foram caçados, em desrespeito aos regulamentos internacionais, e afirma que é uma violação do direito internacional comercializar espécies ameaçadas de extinção.

© The Pamela Anderson FoundationCarta da atriz e ativista Pamela Anderson para o Presidente Vladimir Putin
Carta da atriz e ativista Pamela Anderson para o Presidente Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Carta da atriz e ativista Pamela Anderson para o Presidente Vladimir Putin

"Presidente Putin, você pode parar esse trânsito ilegal, proibindo esse navio de levar esse carregamento de carnes de baleia-fin através das águas russas até o Japão", implora Pamela, acrescentando que está nas mãos do líder russo o poder de dar um fim à matança desnecessária das baleias na Islândia, país de origem dos mamíferos enviados ao mercado japonês.

Em apoio à iniciativa da atriz, Paul Watson, fundador da Sea Shepherd, sociedade que apoia a fundação de Pamela Anderson, disse que ela se estabeleceu como uma voz poderosa e influente em defesa dos animais e do meio ambiente, sendo bastante conhecida também na Rússia. Segundo ele, a artista canadense entende muito bem que as celebridades têm a capacidade de chegar aos ouvidos dos poderosos com mensagens importantes que, de outra maneira, não seriam ouvidas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала