Steinmeier: Alemanha deve impedir isolamento da Rússia

© AFP 2022 / VASILY MAXIMOVMinistros das Relações Exteriores da Alemanha e Rússia, Frank-Walter Steinmeier e Sergei Lavrov
Ministros das Relações Exteriores da Alemanha e Rússia, Frank-Walter Steinmeier e Sergei Lavrov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia continua sendo um importante vizinho da União Europeia e da Alemanha em particular, Moscou e Berlim determinam o futuro da Europa, disse o ministro das Relações Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, em entrevista ao Welt am Zonntag.

Soldados dos EUA  na frente da bateria de mísseis Patriot - Sputnik Brasil
Alemanha e França se opõem à implantação de mísseis nucleares dos EUA na Europa
Ele chamou a troca de ameaças entre Moscou e Washington sobre o aumento dos arsenais nucleares na Europa de "reflexos antigos da Guerra Fria, que ainda estão vivos". O mundo mudou, ele já não é formado por duas grandes potências e não está dividido entre Leste e Ocidente. 

"Devemos tomar cuidado para não permitir a destruição de tudo o que foi tão cuidadosamente construído ao longo de décadas de paz na Europa. E não podemos ignorar o fato de que a Rússia esteve envolvida na criação de uma ordem pós-guerra na Europa", disse o ministro.

Respondendo à pergunta se ele pode imaginar o restabelecimento de relações normais, até mesmo de amizade com Moscou em um futuro próximo, Steinmeier disse que "seria altamente desejável". 

Bandeira da OTAN incendiada por manifestantes - Sputnik Brasil
Analista: aliados dos EUA na OTAN não acreditam na "ameaça russa"
"No entanto, isso depende de saber se a Rússia está pronta para ajudar a Ucrânia a superar o conflito. É claro que a Alemanha deve impedir o isolamento da Rússia. A Rússia continua sendo o nosso vizinho principal e connosco determina o futuro da Europa", disse.

Ele espera que a Alemanha a Rússia possam chegar para um entendimento comum como garantir a integridade territorial da Ucrânia. 

"Mas nem a Rússia, nem a UE podem impor a um país terceiro de que forma ele deve se desenvolver. Agora não é o início de anos 90, a lealdade não pode ser alcançada por pressão política ou militar. Os países líderes devem aprender a promover o seu modelo político por meios pacíficos", acrescentou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала