Nicarágua se diz solidária à Rússia

© Foto / Conselho da Federação Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, com Valentina Matvienko, presidente do Conselho da Federação, câmara alta do parlamento russo
Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, com Valentina Matvienko, presidente do Conselho da Federação, câmara alta do parlamento russo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-ministro das Relações Exteriores da Nicarágua, Luis Alberto Molina Cuadra, afirmou nesta quinta-feira que o seu país, assim como muitos outros, está solidário à Rússia na questão das sanções ocidentais, consideradas por ele excessivamente agressivas.

Cuadra, que está presente no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, disse que o grande número de participantes estrangeiros no evento russo é uma prova de que o mundo se opõe às medidas adotadas por EUA e Europa em relação à Rússia. 

"Da parte da Nicarágua, nós sempre fomos contrários a esse tipo de ação, de pressões econômicas etc. Quero dizer que qualquer situação pode ser discutida em uma mesa de negociações sem que, necessariamente, tenha alguém colocando pressão nos outros", opinou o vice-chanceler. "A Nicarágua tem sido sempre solidária à Rússia. Nosso presidente, (Daniel) Ortega, já disse e reiterou diversas vezes, e é algo de coração que nós temos nesta velha história de relações com este país". 

Segundo o vice-chefe da diplomacia nicaraguense, o povo e o governo da Nicarágua estão seguros de que a atual situação envolvendo Moscou e o Ocidente será resolvida mais cedo ou mais tarde, já que "não há crise que dure a vida toda". E, acrescenta ele, "a Rússia sairá fortalecida dessa crise". 

Sobre o Fórum Internacional de São Petersburgo, Cuadra afirmou ter tido muitas conversas interessantes com outros participantes, de diversas áreas.

"Não somente no campo do projeto que temos para a produção de vacinas. Tivemos conversas com uma empresa russa que nos fornece trigo para a fabricação de farinha na Nicarágua. E foi firmada uma carta de intenções muito importante. Além disso, conversamos com a Sukhoi sobre o projeto para a fundação de nossa linha aérea de bandeira nacional", disse o diplomata, descrevendo o evento de São Petersburgo como um supermercado onde se pode adquirir o mais necessário e o mais importante em um único ponto. 

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала