Rússia quer incluir obrigações de gás da Ucrânia em novo acordo

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensDistribuição russa de gás
Distribuição russa de gás - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Rússia quer incluir obrigações da Ucrânia no acordo sobre gás para que este possa ser assinado durante as próximas consultas tripartites para gás entre Ucrânia, a Rússia e a Comissão Europeia (CE), disse o ministro da Energia russo Aleksandr Novak nesta quarta-feira (3).

As negociações tripartites sobre gás devem ser agendadas para 20 de junho, mas a data final não foi acordada ainda, disse o ministro a repórteres em Viena.

"Nossos funcionários estão trabalhando no documento, gostaríamos que este incluísse compromissos da Ucrânia sobre a compra de gás e sua injeção nas instalações de armazenamento subterrâneo", disse Novak.

Estação de distribuição de gás na Ucrânia - Sputnik Brasil
Kiev pede a Moscou para prolongar desconto sobre fornecimento de gás
É provável que o documento também inclua os compromissos da Comissão Europeia para prestar assistência financeira, pois a Ucrânia tem "um problema com dinheiro para pagar a injeção de gás," comentou Novak.

Se o futuro contrato de gás incluísse apenas obrigações da Rússia "naõ faria sentido", disse o ministro.

No verão passado, a empresa de energia russa Gazprom introduziu um sistema de pré-pagamento para as entregas de gás à Ucrânia, em meio a enorme dívida de gás de Kiev, estimada em 5 bilhões de dólares na época.

Estação de gás russa. - Sputnik Brasil
Especialista: União Europeia não conseguirá substituir o gás russo que passa pela Ucrânia
Em outubro de 2014, Moscou e Kiev, com a mediação da Comissão Europeia, assinaram o chamado Pacote de Inverno para fornecer à Ucrânia gás até o final de março. O acordo estipulava um desconto de 100 dólares por 1000 metros cúbicos de gás.

Em março Moscou ampliou o negócio para o segundo trimestre do ano, diante da situação econômica na Ucrânia. O pacote deve expirar no final de junho.

É mais uma tentativa da Rússia de solucionar o problema econômico da Ucrânia. Moscou já tinha proposto a Kiev várias opções de fornecimento de gás com condições mais leves, inclusive descontos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала