Cuba é retirada da lista de Estados patrocinadores de terrorismo dos EUA

© AFP 2022 / MEREDITH DAVENPORTBandeiras dos EUA e da Cuba
Bandeiras dos EUA e da Cuba - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira, Estados Unidos retiraram Cuba da lista de Estados patrocinadores do terrorismo. Este foi um passo importante na retomada das relações diplomáticas entre os dois países, que abre espaço para a instauração das embaixadas dos EUA em Havana e de Cuba em Washington.

Bandeiras nacionais de Cuba e EUA - Sputnik Brasil
Cuba e EUA devem anunciar abertura de embaixadas na próxima semana
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou em 14 de abril que iria retirar Cuba da lista de países que financiam o terrorismo.

Obama ordenou uma reavaliação da presença de Cuba na lista como parte de uma mudança histórica de política iniciada em 17 de dezembro, quando ele e o presidente cubano, Raúl Castro, anunciaram que buscariam restaurar as relações diplomáticas rompidas por Washington em 1961, e trabalhar em busca de uma normalização mais abrangente dos laços.

"Rescindir a designação de Cuba é um passo importante, entretanto, como questão prática, a maioria das restrições relacionadas às exportações e à ajuda estrangeira irá permanecer devido ao embargo abrangente sobre o comércio e as armas", disse uma autoridade dos EUA sob condição de anonimato à Reuters. 

Cuba havia citado sua designação de Estado patrocinador do terrorismo como um obstáculo para o restabelecimento das relações diplomáticas e para a promoção de suas assim chamadas "seções de interesse" em Havana e Washington para o grau de embaixadas propriamente ditas.

Os dois lados tiveram quatro rodadas de negociações de alto nível desde dezembro e dizem estar próximos de um acordo para reabrir as embaixadas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала