Rússia não permitirá conspiração 'pelas costas' da Coreia do Norte

Nos siga noTelegram
O enviado especial do ministério das relações exteriores da Rússia, Grigori Logvinov, declarou que Moscou não permitirá nenhum tipo de conspiração “pelas costas” da Coreia do Norte a respeito do problema nuclear.

Broche com as imagens de Kim Il Sung e Kim Jong Il, respectivamente, fundador e atual líder da Coreia do Norte, junto à bandeira do país. - Sputnik Brasil
Coreia do Norte anuncia tecnologia para produzir ogivas nucleares em miniatura
"Não há conspiração, não permitiremos isto sob quaisquer circunstâncias", disse Logvinov, ao participar da reunião informal da 25ª sessão do diálogo sobre a cooperação no nordeste da Ásia, realizada em Tóquio com representantes da área científica e funcionários do governo dos países da região.

Segundo o diplomata russo, a Coreia do Norte é parte imprescindível das negociações sobre o problema nuclear na península coreana. Logvinov destacou que Moscou defende o reinício das negociações e disse que se trata de considerar “as preocupações reais de todas as partes”. 

"Queremos que o diálogo entre todas as partes continue, nós não pretendemos sustentar a verdade em última análise, estamos prontos para ouvir os nossos parceiros e, é claro, o lado norte-coreano é parte inseparável do processo de negociações", disse o enviado especial.

A negociação sobre a questão nuclear da região conta com a participação de representantes diplomáticos de alto nível da Rússia, China, EUA, Japão, Coréia do Norte e Coréia do Sul. O diálogo se iniciou em Pequim, em 2003, para evitar que Pyongyang fabricasse bomba atômica.

As negociações foram interrompidas sem que quaisquer objetivos fossem alcançados. A Rússia defende a retomada das conversações.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала