OTAN lembra Kiev que escudo antimísseis é só para seus países membros

© REUTERS / Franciszek Mazur/Agência GazetaSoldados americanos perto de um sistema antimísseis Patriot em Sochaczew, perto de Varsóvia, Polônia
Soldados americanos perto de um sistema antimísseis Patriot em Sochaczew, perto de Varsóvia, Polônia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A OTAN não comenta as declarações de Kiev sobre a possibilidade de posicionar, em seu território, componentes do escudo antimísseis da Aliança e lembra que o sistema defensivo está projetado para defender apenas os Estados membros, informou à Sputnik um representante do bloco.

Soldado ucraniano guarda veículos armados na vila de Fedorivka, no leste da Ucrânia, em 27 de fevereiro de 2015 - Sputnik Brasil
Ucrânia anula acordo de cooperação militar com a Rússia
"Recomendaria ajudar as autoridades ucranianas a obter comentários sobre essa questão. A OTAN se responsabiliza a proteger seus próprios países membros contra ameaças de mísseis", afirmou.

Ao mesmo tempo, o representante da Aliança lembrou que, durante reunião recente em Antalya, na Turquia, chanceleres da OTAN reafirmaram seu compromisso de apoiar a soberania e a integridade territorial da Ucrânia, assim como o direito de Kiev de tomar decisões independentes sobre sua política externa.

Anteriormente, o secretário do Conselho de Seguraça e Defesa Nacional da Ucrânia, Aleksandr Turchinov, informou não descartar que Kiev faça pedidos para colocar em seu território sistemas antimísseis da OTAN.

Moradores de Lugansk fogem dos ataques das forças ucranianas. - Sputnik Brasil
Rússia: A Ucrânia está em guerra com seus próprios cidadãos
o ex-secretário geral da OTAN, Anders Fogh Rasmussen, lembrou, por sua vez, que para ser admitida na Aliança Atlântica a Ucrânia precisará cumprir alguns critérios — o que leva tempo. Além disso, recordou que a OTAN não admite países que possuem disputas territoriais. A Ucrânia não reconhece a separação da Crimeia e sua posterior reunificação com a Rússia por crer tratar-se de um "território ocupado".

Especialistas afirmam que a Ucrânia não fará parte da OTAN pelo menos pelos próximos 20 anos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала