Embaixador: presença permanente de soldados americanos na Estônia não faz sentido

© REUTERS / Ints KalninsSoldados estonianos participam de exercício da OTAN em 12 de maio de 2015
Soldados estonianos participam de exercício da OTAN em 12 de maio de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A presença temporária de militares americanos na Estônia é a maneira mais eficiente de os Estados Unidos cooperarem com a OTAN, mas deixar soldados permanentemente no país não faz sentido, afirma o embaixador americano na Estônia, Jeffrey D. Levine.

Manobras das Tropas do Interior na Crimeia - Sputnik Brasil
Rússia aumentará poderio militar na Crimeia em resposta à OTAN
O embaixador americano na Estônia, Jeffrey D. Lavine, disse que manter soldados no país de forma permanente seria desmedido, embora o governo estoniano procure garantir uma presença constante de soldados dos EUA e da OTAN em seu território.

De acordo com Levine, soldados americanos, que fazem parte das forças da OTAN, já estão baseados no país. Eles participam de treinamentos constantes e são submetidos a um processo de rodízio, mas em regime temporário.

Símbolo da OTAN - Sputnik Brasil
Turquia vai integrar força “ponta de lança” da OTAN nas fronteiras da Rússia
O embaixador afirmou que esta é a melhor e mais eficiente maneira de dizer que a OTAN está pronta para dar assistência à Estônia no caso de agressão de qualquer outro país.

Atualmente, a Estônia recebe um pelotão de tanques do 7º Regimento da 3ª Divisão de Infantaria, consistindo de quatro tanques Abrams M1A2. Além disso, dois pelotões de paraquedistas americanos da 173ª Brigada Aérea estão servindo na base militar da cidade de Tapa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала