Inteligência do Reino Unido pode evitar responsabilidade por vigilância em massa

Nos siga noTelegram
O governo do Reino Unido mudou recentemente a legislação sobre a proteção da informação pessoal, divulga a mídia do país.

A revista britânica The Daily Mail notou que, desta forma velada, a inteligência do país pode evitar uma ação penal por vigilância em massa.

A informação tornou-se pública só agora, quando o Tribunal de Investigação do Reino Unido começou investigar o caso da legalidade da vigilância da população.

Edward Snowden - Sputnik Brasil
Snowden: reconhecimento da ilegalidade da NSA afetará as atividades de espionagem dos EUA
Poucos meses antes, o governo britânico “melhorou” a lei sobre o uso ilegal de tecnologias de informação. As alterações foram feitas nos artigos sobre a gravidade dos crimes. Com as novas mudanças legislativas as agências de inteligência receberam mais proteção.

A revista nota que a lei foi alterada poucos meses após o governo ter enfrentado pela primeira vez críticas em conexão com vigilância ilegal da população.

O caso foi iniciado pela organização internacional Proteção da Privacidade (Privacy International, em inglês) juntamente com sete empresas prestadoras de serviços de Internet. Eles acusaram os serviços secretos de abuso de poder.

Portões em frente ao Ministério da Defesa da Rússia - Sputnik Brasil
Rússia é alvo de espionagem eletrônica por satélites
O caso é baseado em informações que foram tornadas públicas em 2013 pelo ex-agente norte-americano da CIA Edward Snowden. Ele disse que as agências de inteligência dos EUA e do Reino Unido realizam uma vigilância total sobre os seus cidadãos.

Ele também afirmou que as inteligências dos dois países montam frequentemente chips em celulares, laptops e outros dispositivos com programas de espionagem que coletam dados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала