Inflação e crises na Grécia e na Ucrânia provocam nova corrida do ouro na Europa

© AFP 2022 / Paul J. RichardsBarras de ouro
Barras de ouro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Preocupações com a inflação resultante das práticas experimentais de impressão de dinheiro do Banco Central Europeu (BCE), a ameaça de uma saída da Grécia da zona do euro e as sanções impostas sobre a Rússia em relação à crise ucraniana levaram a Europa a uma nova "corrida do ouro", segundo indicam as estatísticas de 2015.

Notas - Sputnik Brasil
Economia: EUA têm razão em ter medo do rublo garantido pelo ouro
Dados do Conselho Mundial do Ouro (CMO) revelam que os primeiros três meses deste ano viram os mais altos níveis de demanda por ouro na Europa nos últimos anos. As vendas no primeiro trimestre de barras e moedas de ouro na Alemanha, por exemplo, aumentaram 20% em comparação com o ano passado.

Além disso, o CMO também relata um aumento "de dois dígitos" nas vendas de ouro na França, na Áustria e na Suíça durante o primeiro trimestre de 2015.

No entanto, ao contrário das corridas do ouro de séculos passados, quando as pessoas esperaram dar sorte e enriquecer rapidamente, os especialistas sugerem que os esforços contemporâneos para comprar o desejado metal são muito mais cautelosos, e geralmente ocorrem quando há preocupações nos ares a respeito de um iminente desastre econômico.

Ouro - Sputnik Brasil
China lidera revolução no mercado global de ouro
Muitos veem a compra de ouro como uma espécie de garantia de seguro financeiro, um instrumento usado por quem deseja investir em ativos para combater os receios de uma redução no valor da moeda.

Inflação e emissão de moeda

Analistas atribuíram o recente aumento na demanda de ouro a uma preocupação detectada entre muitos cidadãos europeus sobre a situação econômica do continente em meio a graves incertezas.

No topo das preocupações está o medo da inflação, impulsionada pelo experimento de impressão de dinheiro do BCE, cujo objetivo era tentar estimular a lenta economia da zona do euro.

Há temores de que os planos do BCE para comprar US$ 1,3 trilhão em títulos poderiam levar à impressão excessiva de dinheiro, e uma subsequente redução no valor do euro.

Alguns analistas sugeriram que a razão pela qual os alemães estão comprando tanto ouro se deve à memória histórica do país: muitos alemães perderam tudo o que tinham depois do grande aumento na emissão de moeda após a Primeira Guerra Mundial, o que levou à hiperinflação e à ruína econômica para muitas pessoas.

Incerteza e temores de uma saída da Grécia da UE

Em segundo lugar, a incerteza em torno da economia europeia também foi colocada como um dos principais motivos por trás da nova corrida pelo ouro. Particularmente, economias fragilizadas na zona do euro e o medo de uma possível saída da Grécia têm aumentado as preocupações sobre um colapso econômico no continente.

Líderes dos BRICS na sexta reunião de cúpula, realizada em Fortaleza nos dias 15 e 16 de julho de 2014 - Sputnik Brasil
Rússia convoca Grécia para ser sexto integrante de banco dos BRICS
A preocupação com a economia europeia está estreitamente ligada ao euro, com novas estatísticas revelando que há uma crescente sensação de incerteza sobre a viabilidade e os benefícios de um bloco de moeda única.

Uma pesquisa recente da UE constatou que os cidadãos dos países europeus que ainda não se converteram para o euro têm pontos de vista significativamente contrastantes sobre os benefícios da moeda, com a maioria das pessoas na República Tcheca, na Suécia e na Polônia dizendo ser contra a introdução do euro em seus respectivos países.

Crise na Ucrânia e sanções contra a Rússia

Somando-se à incerteza sobre o euro, a crise de instabilidade na Ucrânia combina-se às sanções ocidentais sobre a Rússia como mais um fator potencialmente contribuinte para a compra de ouro na Europa.

Bandeira alemã na Bundestag. - Sputnik Brasil
Mídia alemã: Sanções contra a Rússia prejudicam a Alemanha
As sanções, que exercem um impacto significativo sobre muitas economias dos Estados membros da EU, continuam representando um impasse à medida que a crise na Ucrânia segue sem resolução.

E enquanto os preços do ouro têm-se mantido relativamente estáveis, apesar do aumento da demanda, os especialistas sugerem que é apenas uma questão de tempo antes que a tendência se reflita em um salto significativo no preço do metal.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала