Prefeito de Riga diz que vai processar gato após ser "acusado" de discursar em russo

© AP Photo / Roman KoksarovPeople carry Latvian flags at the march in Riga, Latvia
People carry Latvian flags at the march in Riga, Latvia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em evento que reuniu milhares de pessoas na capital da Letônia país no dia 9 de maio, em comemoração do Dia da Vitória, o prefeito da cidade de Riga, Nils Usakov, fez um discurso em idioma russo, fato que gerou uma curiosa polêmica.

Aleksei Pushkov, presidente do Comitê Internacional da Duma de Estado da Rússia - Sputnik Brasil
Chanceler da Letônia compara Rússia com Terceiro Reich alemão
A Letônia comemora o Dia da Vitória no dia 8 de maio, mas no dia seguinte ocorre a celebração não-oficial do feriado, comemorado pela população falante do idioma russo no país. 

O Centro da Língua Estatal Letã (instituição que penaliza os residentes da Letônia que não usam a língua letã na esfera pública) disse que quer avaliar a legalidade do fato do prefeito de Riga ter discursado em russo no dia 9 de maio. A informação foi divulgada pela mídia local.

Já o prefeito Nils Usakov reagiu de maneira um tanto extravagante: ele resolveu apresentar uma queixa junto ao Centro da Língua Estatal contra um gato que reside no parlamento de Riga, acusando-o de não falar o idioma letão na esfera pública. 

 

“Soube no noticiário que o Centro da Lingua Estatal decidiu me avaliar por conta do discurso no idioma russo que fiz nas celebrações do dia 9 de maio. Não achei que eles tivessem tanto tempo livre e que eles não têm mais ocupações. Para que os camaradas não fiquem entediados, vou enviar-lhes uma queixa contra um dos gatos do parlamento,  o ‘Kuzya’. A nossa equipe decidiu que ele não se comunica com os visitantes em letão. E não sabemos como ele se comunica com  o gato ‘Muris’. Os inspetores vão verificar”, escreveu Usakov em seu facebook.   

Com a violenta escalada da crise ucraniana e, principalmente, após a reintegração da Crimeia à Federação Russa, a relação entre Moscou e Riga se deteriorou de forma significativa. Em particular, a Letônia criou uma lista negra de cidadãos russos proibindo sua entrada no país. A Rússia, por sua vez, adotou o embargo a certos produtos da Letônia. Como resultado da bipolarização consequente do conflito ucraniano, têm sido constantes as manifestações anti-russas em alguns países alinhados ao Ocidente. O prefeito da cidade de Riga, no entanto, soube responder de forma humorada à acusação.  

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала