Kirchner: intervenção de países terceiros em qualquer conflito é inaceitável

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensPresidente argentina Cristina Fernández de Kirchner chega a Moscou em 21 de abril de 2015
Presidente argentina Cristina Fernández de Kirchner chega a Moscou em 21 de abril de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A delegação argentina liderada pela presidente Cristina Kirchner está em visita oficial a Moscou, onde a líder se reuniu com o presidente russo, Vladimir Putin.

Após a reunião bilateral, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, declarou que a intervenção de terceiros em qualquer conflito entre países é inaceitável, destacando que a saída para disputas só é possível por meio da diplomacia e da política, bem como com a participação das Nações Unidas.

Presidentes de Rússia e Argentina, Vladimir Putin e Cristina Kirchner, durante encontro em Buenos Aires em 2014 - Sputnik Brasil
Rússia e Argentina estabelecem parceria estratégica global
"Nós não apoiamos a invasão de países terceiros nos assuntos internos de cada país soberano. Isto é muito importante, pois os problemas que podem ocorrer muitas vezes são distorcidos e ampliados ou mesmo provocados por países terceiros", disse Kirchner após as negociações com Putin. 

Ela acrescentou que a Argentina também apoia a decisão da ONU sobre a situação ucraniana. A Resolução 2202 do Conselho de Segurança da ONU foi adotada por todos os membros em 17 de fevereiro de 2015 em apoio aos acordos de Minsk para a resolução da crise ucraniana. 

"Nós consideramos que a decisão da ONU, a diplomacia e a política, são os únicos caminhos para a resolução de conflitos entre os países", completou a líder argentina. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала