Islândia deve manter desistência da adesão à União Europeia

Nos siga noTelegram
O parlamentar do Partido Progressista da Islândia, Karl Gardarsson, afirmou nesta terça-feira (21), que é pouco provável que seu país realize um referendo sobre sua adesão à União Europeia.

Bandeira da União Europeia. - Sputnik Brasil
Cidadãos do Reino Unido querem sair da União Europeia
A Islândia apresentou sua candidatura ao bloco continental em 2009, mas em 2013 o governo de coalizão dos partidos Progressista e Independência desistiu da pretensão. A oposição, porém, apresentou uma resolução pedindo um referendo nacional sobre a candidatura do país para se juntar à União Europeia.

“Os partidos de oposição apresentaram uma moção ao parlamento pedindo um referendo no final de setembro de 2014, mas não passará pelo parlamento, porque o partido do governo tem maioria”, disse Gardarsson. Ele ressaltou que o país ainda estava esperando por uma resposta de Bruxelas, mas não se considera mais um país candidato.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала