Casa Branca: venda de mísseis russos S-300 ao Irã pode violar sanções americanas

© AP Photo / Susan WalshJosh Earnest, porta-voz da Casa Branca
Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, afirmou nesta quinta-feira que a venda dos sistemas antiaéreos S-300 da Rússia para o Irã, ainda que não viole sanções impostas pela ONU, pode violar as sanções aplicadas pelos Estados Unidos ao país do Oriente Médio.

A proposta de venda pela Rússia de sistemas de defesa antiaéreos S-300 ao Irã não viola resoluções da ONU, mas os Estados Unidos querem saber mais detalhes para constatarem se as negociações violam sanções impostas pela Casa Branca ao Irã. A informação foi prestada pelo secretário de imprensa do governo americano, John Earnest, nesta quinta-feira.

Sistema S-300 lança míssel - Sputnik Brasil
EUA: momento errado para a Rússia vender sistemas S-300 ao Irã
“A transferência de sistema defensivos de armas não é proibida pelas resoluções do Conselho de Segurança da ONU, e gostaríamos de saber mais sobre este programa específico para determinar se haveria algum impacto nas sanções impostas pelos Estados Unidos”, disse Earnest à imprensa.

Nesta semana, os Estados Unidos manifestaram sua preocupação quanto ao anúncio de que a Rússia venderia ao Irã uma versão avançada de seu sistema de defesa antiaéreo S-300. O governo americano argumentou que a venda criaria instabilidade no Oriente Médio.

Além das sanções impostas pela ONU ao Irã, os Estados Unidos mantêm um número de sanções contra o Irã relacionadas a mísseis balísticos, apoio ao terrorismo e violação de direitos humanos. 

Sistema de mísseis S-300 - Sputnik Brasil
Putin: "S-300 não ameaçam Israel"
No dia 13 de abril, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou um decreto suspendendo o embargo à venda dos sistemas antiaéreos S-300 ao Irã. A medida vem duas semanas depois de Teerã e outras potências internacionais chegarem a um consenso quanto às linhas de um acordo sobre o programa nuclear do Irã. Em troca por ceder em um número de itens, o Irã terá as sanções internacionais sendo retiradas aos poucos.

Putin disse, nesta quinta-feira, que no contexto das operações da Arábia Saudita e outros países do Golfo Árabe no Iêmen, a venda de mísseis ao Irã iria prevenir hostilidades.

Moscou e Teerã haviam negociado a entrega de sistemas S-300 em 2007. Em 2010, contudo, o então presidente russo Dmitry Medvedev embargou o acordo depois que o Conselho de Segurança da ONU proibiu a entrega de armas ao Irã por temer que a república islâmica estivesse desenvolvendo armas nucleares. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала