Human Rights Watch critica UE por "intolerável passividade" diante da imigração

© flickr.com / Niklas-BGuarda costeira italiana resgata imigrantes à deriva no Mediterrâneo
Guarda costeira italiana resgata imigrantes à deriva no Mediterrâneo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Human Rights Watch (HRW) criticou nesta quarta-feira, 15, a “intolerável passividade” da União Europeia diante da chegada de imigrantes e da morte de centenas deles.

No último domingo cerca de 400 imigrantes que tentavam chegar à Itália desapareceram depois do naufrágio do barco em que viajavam pelo mar Mediterrâneo.

Segundo a diretora da HRW para a Europa e Ásia Central, Judith Sunderland, “se se confirmarem as notícias em relação ao último fim de semana, trata-se de uma das maiores tragédias em uma das áreas mais perigosas do mundo para os imigrantes e solicitantes de asilo”.

A ONG comentou também que as notícias sobre os 400 desaparecidos deviam obrigar a União Europeia a fazer uma vasta operação de busca e salvamento.

A Human Rights Watch também criticou a falta de preparação no acolhimento, bem como o fato de muitos países da União Europeia terem “mostrado clara falta de vontade política para ajudar a Itália nessa responsabilidade”.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала