Poroshenko é recebido com protestos e slogans anti-fascistas em Odessa

© Sputnik / Vitaly Belousov / Abrir o banco de imagensManifestação "Antimaidan"
Manifestação Antimaidan - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, desembarcou na cidade de Odessa, no sul do país, nesta sexta-feira, 10, para participar das celebrações do aniversário de 71 anos da libertação da cidade da ocupação alemã e romena durante a Segunda Guerra Mundial.

A recepção da população local, no entanto, não foi muito calorosa com o chefe de Estado ucraniano. Centenas de pessoas que se reuniram perto do Monumento ao Marinheiro Desconhecido, ao ver poroshenko se aproximando, gritaram palavras de ordem como "Não ao fascismo!" e “assassino!”, entre outros slogans anti-governo. Os manifestantes seguravam uma réplica da bandeira da vitória e bandeiras vermelhas em suas mãos.

Presidente da Polônia, Bronislaw Komorowski, é recebido pelo presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, em Kiev - Sputnik Brasil
Poroshenko confunde história da Segunda Guerra Mundial
Após a realização de uma carreata com Poroshenko, partidários do presidente ucraniano tentaram arrancar as bandeiras vermelhas das mãos dos manifestantes, provocando vários confrontos que exigiram intervenção da polícia.

Foi relatado anteriormente que os apoiadores Euromaidan (local das manifestações em Kiev que resultaram no golpe de Estado na Ucrânia) haviam retirado das ruas da cidade os cartazes que cumprimentavam os veteranos de guerra pela libertação de Odessa.

Ocupada por exércitos romenos e alemães na Segunda Guerra Mundial, e libertada em abril de 1944, Odessa é a quarta maior cidade da Ucrânia, tendo uma população de mais de 1 milhão de pessoas, dentre os quais 29% são russos.  


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала