Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Extremistas ucranianos arrastam funcionário público para o lixo

© YouTube/UTRadicais ucranianos empurrando o chefe do departamento de justiça de Ivano-Frankivsk em uma caçamba de lixo
Radicais ucranianos empurrando o chefe do departamento de justiça de Ivano-Frankivsk em uma caçamba de lixo - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os ativistas radicais da facção ultranacionalista ucraniana Setor de Direita capturaram o chefe do departamento de justiça da cidade de Ivano-Frankivsk, no oeste na Ucrânia, e literalmente jogaram o funcionário em uma caçamba de lixo, segundo informou a agência de notícias UNN nesta quinta-feira (9).

De acordo com a fonte, os extremistas exigiam a renúncia de Vasily Kavatsyuk. Depois que ele se recusou a pedir demissão, os radicais empurraram a caçamba em direção à estação ferroviária da cidade prometendo que não iriam deixá-lo ir até que ele renunciasse.

Protesto na Praça Maidan em Kiev, 22 de fevereiro - Sputnik Brasil
Líder do Setor de Direita: Ucrânia pode enfrentar um novo Maidan, ainda mais sangrento
Kavatsyuk não é a primeira vítima do fenômeno que ficou conhecido na Ucrânia como "lustração no lixo", que ganhou popularidade com a adesão do Setor de Direita e de outros movimentos radicais, bem como com a passividade da polícia ucraniana.

Mais de uma dúzia de políticos, legisladores e funcionários ucranianos já sofreram ataques semelhantes desde que o Parlamento do país adotou a chamada Lei de Lustração, em setembro do ano passado.

A medida estabeleceu o quadro legal para eliminar do governo os funcionários e políticos ligados ao ex-presidente Viktor Yanukovich, deposto em fevereiro de 2014 após um golpe de Estado apoiado pelos EUA e por movimentos pró-europeus.

Setor de Direita - Sputnik Brasil
Radicais do Setor de Direita chegam a Donbass para dispersar protestos
De acordo com o ex-Procurador-Geral da Ucrânia Vitaly Yarema, a Lei de Lustração não se adequa nem à Constituição ucraniana, nem ao direito internacional. Antes de ser aprovada, Volodymyr Yavorsky, do Grupo de Proteção dos Direitos Humanos de Kharkov, descreveu a medida como "irracional" e advertiu que a sua implementação traria "graves e sistemáticas violações dos direitos humanos”. Preocupações jogadas no lixo.

A Suprema Corte da Rússia baniu as atividades do Setor de Direita na Rússia, classificando a facção como extremista em novembro do ano passado. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала