Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pentágono: poderíamos bombardear Irã mesmo se acordo nuclear for atingido

© REUTERS / Jonathan Ernst/FilesSecretário de Defesa dos EUA, Ashton Carter
Secretário de Defesa dos EUA, Ashton Carter - Sputnik Brasil
Nos siga no
As negociações em Lausana sobre o programa nuclear iraniano foram precedidas por um anúncio surpreendente: na terça-feira, o secretário de Defesa Ashton Carter disse que, mesmo que um acordo for alcançado, os EUA se reserva o direito de bombardear o Irã.

Wu Hailong, Laurent Fabius, Frank-Walter Steinmeier, Federica Mogherini, Javad Zarif, Alexey Karpov, Philip Hammond e John Kerry - Sputnik Brasil
Líderes chegam a acordo sobre programa nuclear iraniano
O ministro de Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif e sua colega da União Europeia, Federica Mogherini fizeram um comunicado conjunto, em Lausana, sobre os resultados das negociações. Mas na terça-feira, quando o resultado foi menos certo, o secretário da Defesa, Carter, assegurou ao público que nenhum acordo eliminaria inteiramente uma alternativa mais agressiva.

“A opção militar certamente permanecerá atual. Uma das minhas tarefas é certificar que todas as opções estão sobre a mesa”, disse Carter no programa NBC’s Today.

A intervenção militar será necessária se o Irã decidir romper o acordo sobre a limitação do número de centrífugas de enriquecimento de urânio.  

Carter também afirmou que qualquer acordo "não pode ser baseado na confiança, ele tem que ser baseado na verificação".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала