Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

BRICS podem concretizar estratégia da parceria econômica na cúpula de 2015

© Sputnik / Aleksandr Demyanchuk / Abrir o banco de imagensRublos e yuans
Rublos e yuans - Sputnik Brasil
Nos siga no
Segundo embaixador especial da chancelaria russa, o Ocidente continua pressionando o grupo.

Em 15 de abril, os representantes dos países-membros do grupo BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) irão analisar um projeto conjunto de pareceria econômica russo-chinesa. O documento faz parte de uma estratégia comum da parceria econômica dos BRICS, comenta o sous-sherpa da Rússia no grupo, embaixador especial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Vadim Lukov.

A versão definitiva desta estratégia pode ser aprovada na próxima cúpula dos BRICS, que terá lugar em julho do ano em curso na cidade de Ufa, na Federação da Rússia.

A Rússia assumirá a presidência rotativa do grupo a partir de 1 de abril.

Paulo Nogueira Batista Jr. - Sputnik Brasil
Diretor-executivo do FMI: “Rio de Janeiro deveria ser a sede do Fundo dos BRICS”
Confrontação

O embaixador Lukov comentou também que o grupo BRICS está sentindo uma clara "pressão" por parte do Ocidente, especialmente nos assuntos relativos à reforma do Fundo Monetário Internacional (FMI) e à situação na Ucrânia.

Contudo, Lukov sublinha que o BRICS não pretende confrontar ninguém.

"Nós consideramos que a melhor resposta [à confrontação imposta pelo Ocidente] será a não participação da polêmica com essas forças. Eles têm o seu próprio programa e é muito difícil convencê-los da nossa não conflituosidade, por muito que falemos e expliquemos isso", disse o sous-sherpa da Rússia.

Em 2014, os países-membros do grupo BRICS formalizaram a criação do Banco de Desenvolvimento dos BRICS e do Arranjo Contingente de Reservas, instrumentos financeiros alternativos ao FMI. Contudo, os responsáveis por esses mecanismos afirmam que o seu objetivo não é substituir completamente o FMI, senão oferecer uma opção de escolha.

Vice-chanceleres dos BRICS discutirão Oriente Médio

A Rússia prevê também uma reunião de vice-ministros das Relações Exteriores dos BRICS em abril ou maio de 2015, comenta o sous-sherpa Lukov. O foco da reunião será o Oriente Médio.

Já o encontro anual ao nível de ministros das Relações Exteriores terá lugar em setembro em Nova York. Segundo Lukov, "são o lugar e a época tradicionais para estas reuniões".

Argentina ainda não entra nos BRICS

Além disso, o embaixador Lukov declarou que ainda não há planos de aceitar a Argentina no seio dos BRICS.

No ano passado, após a cúpula dos chefes de Estado dos BRICS no Brasil, surgiram especulações sobre a possibilidade de os BRICS se acrescentarem o "A" da Argentina.

Lukov explicou que há propostas de parceria que os BRICS oferecem à Argentina, mas ainda não se trata da adesão do país ao grupo.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала