Tripulações da Germanwings recusam voar após queda do Airbus A320

© AP Photo / Martin MeissnerAvião da empresa Germanwings no aeroporto de Dusseldorf, Alemanha
Avião da empresa Germanwings no aeroporto de Dusseldorf, Alemanha - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A companhia aérea Germanwings confirmou oficialmente o cancelamento de uma série de voos na Alemanha após o acidente do Airbus A320 no sudeste da França.

Anteriormente o jornal Bild, citando um representante da Lufthansa (a Germanwings é a sua subsidiária), escreveu que a Germanwings cancelou 30 voos nesta terça-feira (25). Segundo manifestou o representante da Lufthansa, os tripulantes recusaram efetuar as suas obrigações por motivos pessoais. 

Placa de chegadas no aeroporto de Duesseldorf - Sputnik Brasil
Primeira caixa-preta de voo da Germanwings é encontrada
“Após o acontecimento trágico na terça-feira, a Germanwings informa sobre alterações nos voos. Isto aconteceu porque algumas tripulações decidiram não dirigir aeronaves após acidente do avião da Germanwings, a bordo da qual seguiam 144 passageiros e seis tripulantes”, diz-se no site oficial da companhia aérea. Porém, não é divulgado o número exato de voos cancelados.  

“Nós entendemos a decisão deles”, diz-se num comunicado do presidente da companhia, Thomas Winkelmann.

Anteriormente o jornal Der Spiegel relatou que, na véspera do acidente do Airbus A320, tinham sido encontrados problemas técnicos neste avião. O jornal pressupõe que esta foi a razão da recusa de algumas tripulações de efetuar voos.

O voo 4U 9525 da Germanwings fazia a rota entre Barcelona, na Espanha, e Dusseldorf, na Alemanha. A bordo do avião modelo Airbus A320 seguiam 150 pessoas — 144 passageiros e seis tripulantes. 

O Departamento Francês de Investigação e Análise da Segurança da Aviação Civil iniciou uma investigação do acidente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала