Israel nega espionagem à inteligência dos EUA

© Sputnik / Maksim Bogodvid / Abrir o banco de imagensA inteligência israelense negou espionar os EUA.
A inteligência israelense negou espionar os EUA. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro de Inteligência israelense, Yuval Steinitz, repudiou nesta terça-feira (24), em entrevista à rádio Israel, a matéria publicada por Wall Street Journal informando sobre a espionagem de seu país sobre as negociações entre os EUA e o Irã para um acordo sobre o programa nuclear iraniano.

Ele negou os dados e foi definitivo ao afirmar que “Israel não espiona os EUA e ponto final”. "Quem quer que tenha publicado essas falsas acusações queria possivelmente prejudicar a excelente cooperação no setor de inteligência entre nós e os norte-americanos."

Outro a repudiar a matéria foi o ex-ministro das Relações Exteriores, Avigdor Lieberman. Ele acrescentou que Israel poderia obter informações sobre as negociações com fontes iranianas. Por isso, não seria necessário espionar os EUA.

Segundo o Wall Street Jounal, funcionários e ex-funcionários da inteligência norte-americana revelaram a espionagem de Israel sobre as negociações para promover uma campanha contrária a um acordo. Eles teriam tomado conhecimento das ações israelenses ao interceptar comunicações de agentes de Israel.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала