Opinião: reformas de Yatsenyuk fazem Ucrânia retroceder 20 anos

© Sputnik / Andrei SteninManifestantes em apoio à integração europeia da Ucrânia em Kiev
Manifestantes em apoio à integração europeia da Ucrânia em Kiev - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro ucraniano, Arseni Yatsenyuk, não falou verdade quando discursou em Bruxelas sobre o sucesso das reformas realizadas no país.

EUA vão enviar este ano 300 militares para Ucrânia - Sputnik Brasil
Opinião: Ucrânia pode voltar a combates
Até o momento, o premiê e o seu governo só tiveram sucesso em destruir a economia da Ucrânia, escreve o líder do partido Ukrainsky Vybor (Escolha Ucraniana), Viktor Medvedchuk:

“O colapso econômico, a produção industrial parada, a queda do sistema financeiro, a depreciação da moeda sem precedentes, o empobrecimento do povo… Estes são os resultados da equipe irresponsável e incompetente que chegou ao poder. E é isto que é chamado de reformas?!”

Segundo Medvedchuk, “em toda a história da Ucrânia independente não há outro o exemplo de política tão cínica e abertamente criminosa em relação ao seu povo”.

Ele nota que a economia ucraniana resistiu aos reformadores da época da Revolução Laranja, e os profissionais da chamada época azul e branco [cores do Partido de Regiões, de Viktor Yanukovich]. Mas não conseguirá resistir às reformas de integração à União Europeia.

O premiê ucraniano, segundo Medvedchuk, deveria ter feito, em Bruxelas, uma outra declaração que seria mais verdadeira: "Tudo o que a equipe de Yatsenyuk fez ao longo do último ano jogou a Ucrânia 20 anos para trás."

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала