Venezuela recolhe milhão de assinaturas contra decreto presidencial de Obama

© REUTERS / Carlos Garcia RawlinsPartidários do presidente Nicolás Maduro protestam contra as políticas norte-americanas em Caracas
Partidários do presidente Nicolás Maduro protestam contra as políticas norte-americanas em Caracas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os apoiantes do governo venezuelano recolheram mais de um milhão de assinaturas contra o decreto do presidente Barack Obama, segundo o qual o país sul-americano foi declarado uma ameaça à segurança dos Estados Unidos.

Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro - Sputnik Brasil
Nicolás Maduro entregará 10 milhões de assinaturas ao Obama na Cúpula das Américas
“Temos a intenção de recolher 10 milhões de assinaturas e apresentá-las ao presidente dos Estados Unidos”, disse o prefeito de Caracas, Jorge Rodríguez.

Rodriguez acrescentou que, além disso, conseguiram obter mais de 2,6 milhões de mensagens de apoio à campanha por usuários do Twitter.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, espera coletar 10 milhões de assinaturas pela revogação das sanções dos EUA contra o seu país até a Cúpula das Américas, para entregá-las ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. A cúpula será realizada nos dias 10 e 11 de abril na capital do Panamá e contará com a presença de 35 chefes de Estado. 

Na semana passada, Washington suspendeu o visto de sete funcionários do governo venezuelano e congelou os seus bens em território dos EUA. Também foi decretado pela Casa Branca que a Venezuela representa uma “ameaça incomum e um problema extraordinário para os Estados Unidos".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала