Chanceleres da Rússia e França constatam progresso na realização dos acordos de Minsk

© Sputnik / Aleksandr PolyakovMinistério das Relações Exteriores da Rússia
Ministério das Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro do Exterior russo Sergei Lavrov e o seu homólogo francês Laurent Fabius constataram durante uma conversa telefônica mudanças positivas na implementação dos aspetos militares dos acordos de Minsk, diz-se num comunicado da Chancelaria da Rússia.

“Os interlocutores constataram mudanças positivas na implementação dos aspetos militares dos acordos de Minsk elaborados em 12 de fevereiro e sublinharam a necessidade de intensificar esforços para realizar de obrigações humanitárias e socioeconômicas estabelecidas nos acordos, assim como execução de reformas políticas”, frisa o comunicado.

Soldados ucranianos - Sputnik Brasil
Acordo de Minsk prevê retirada de tropas e reforma constitucional
Kiev está realizando, desde meados de abril, uma operação militar para esmagar os independentistas no leste da Ucrânia, que não reconhecem a legitimidade das novas autoridades ucranianas, chegadas ao poder em resultado do golpe de Estado ocorrido em fevereiro de 2014 em Kiev. Segundo os últimos dados da ONU, mais de 5.800 civis já foram vítimas deste conflito.

Desde 9 de janeiro deste ano, a intensidade dos bombardeios na região aumentou, bem como o número de vítimas do conflito. Isto fez regressar ambas as partes às negociações. 

O novo acordo de paz, firmado em Minsk entre os líderes da Rússia, da Ucrânia, da França e da Alemanha, inclui um cessar-fogo global no leste da Ucrânia. Segundo o acordo, o armistício deve ser seguido pela retirada das armas pesadas da zona de conflito, processo que já se iniciou.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала