Kremlin: ausência de líderes ocidentais não vai estragar a festa no Dia da Vitória

© AFP 2022 / ANDREY SMIRNOVVeteranos da Segunda Guerra Mundial celebrando o Dia da Vitória no Parque Gorky de Moscou, em 09 de maio de 2013.
Veteranos da Segunda Guerra Mundial celebrando o Dia da Vitória no Parque Gorky de Moscou, em 09 de maio de 2013. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Alguns líderes ocidentais decidiram faltar às celebrações do dia 9 de maio em Moscou, Dia da Vitória, quando o mundo comemora os 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial. No entanto, isso não vai estragar a atmosfera festiva da data, de acordo com o porta-voz presidencial russo, Dmitry Peskov.

"Isso não vai afetar o espírito, o aspecto emocional e a escala do feriado", declarou o funcionário do Kremlin.

Moscou convidou vários líderes mundiais para participar este ano de um desfile militar na capital russa em homenagem ao 70º aniversário da derrota da Alemanha nazista. Porém, em meio às tensas relações da Rússia com o Ocidente devido à crise ucraniana, muitos disseram que não compareceriam, entre eles os presidentes da Polônia, da Lituânia, da Letônia e da Estônia, assim como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que alegou estar com a agenda de trabalho cheia demais.

Angela Merkel, chanceler da Alemanha - Sputnik Brasil
Die Zeit: Merkel não participará das comemorações da Vitória em Moscou
O jornal alemão Die Zeit citou fontes anônimas do governo alemão, segundo as quais a chanceler Angela Merkel também teria decidido faltar ao desfile.

O primeiro-ministro britânico David Cameron decidiu seguir o exemplo da chanceler alemã e anunciou que não tem planos de viajar a Moscou para participar das comemorações do 70º aniversário da Vitória na Segunda Guerra Mundial.

O presidente francês, François Hollande, ainda não anunciou sua decisão final sobre o assunto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала