Oposição na Alemanha vê proposta de criar exército europeu como ideia hostil à Rússia

© REUTERS / Christian HartmannPresidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker
Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, declarou a um jornal alemão no último domingo (8) que a União Europeia precisa de seu próprio exército para enfrentar a Rússia e outras ameaças, bem como para restaurar a posição da política externa do bloco no mundo. No entanto, a oposição na Alemanha vem criticando a proposta.

"A proposta de Juncker é definitivamente voltada contra a Rússia… Em vez de uma força armada única e de uma política de acumulação de armas, a União Europeia precisa de uma política externa pacífica e de desarmamento", segundo disse a porta-voz do Partido de Esquerda (Die Linke), Christine Buchholz, em entrevista ao diário Der Tagesspiegel.

Da mesma forma, a líder da facção parlamentar dos Verdes, Katrin Göring-Eckardt, também criticou as tentativas de colocar questões de segurança à frente das prioridades de política externa.

Apesar das advertências, entretanto, a ideia de criar uma força armada própria à União Europeia foi bem recebida pela ministra da Defesa alemã, Ursula von der Leyen, bem como pelo ministro das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала