Japão censura viagem de ex-premiê à Rússia

© AP Photo / Yoshikazu TsunoYukio Hatoyama
Yukio Hatoyama - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-primeiro-ministro do Japão e atual diretor da Sociedade Japão-Rússia, Yukio Hatoyama, foi fortemente aconselhado a adiar a sua visita programada para Moscou e Crimeia.

A decisão do Ministério das Relações Exteriores do país asiático foi tomada porque a viagem contradiz a posição oficial que Tóquio tomou a respeito da Crimeia.

Hatoyama não concorda com a decisão oficial do Japão de apoiar as sanções ocidentais contra a Rússia e acredita que as relações entre Tóquio e Moscou devem ser restauradas o mais rápido possível. O político tem promovido o intercâmbio cultural entre os dois países e é um dos organizadores do festival anual de cultura japonesa na capital russa.

O Japão juntou-se às sanções contra a Rússia em março de 2014, adiando negociações sobre investimento internacional, colaboração em programas de exploração espacial e flexibilização do regime de vistos. Além disso, 40 cidadãos russos e duas empresas russas foram colocados em uma lista negra. Tóquio ainda não reconheceu os resultados do referendo popular realizado na Crimeia, onde a população decidiu se separar da Ucrânia para se reintegrar à Federação Russa no ano passado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала