Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Merkel se diz consternada com morte de Boris Nemtsov

© Sputnik / Ramil Sitdikov / Abrir o banco de imagensFlores depositadas no local de assassinato de Boris Nemtsov
Flores depositadas no local de assassinato de Boris Nemtsov - Sputnik Brasil
Nos siga no
A chanceler da Alemanha, Ângela Merkel, declarou-se "consternada" pela “covarde morte" do político opositor russo Boris Nemtsov, segundo comunicado divulgado neste sábado pela chancelaria alemã. Merkel apelou ao presidente russo Vladimir Putin para que tudo seja esclarecido e os autores do assassinato devidamente punidos.

No comunicado, a chanceler também realçou "a coragem do antigo vice-primeiro-ministro, que continuou a expressar publicamente as suas críticas à política do governo".

Político russo Boris Nemtsov - Sputnik Brasil
Político russo Boris Nemtsov é assassinado em Moscou
Por sua vez, o ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Frank-Walter Steinmeier, mostrou-se "triste e furioso", acrescentando que está em "choque, como inúmeras pessoas na Rússia", por esta "morte a sangue-frio".

O político russo de oposição Boris Nemtsov foi assassinado a tiros no centro de Moscou na noite de sexta-feira, 27.

Em comunicado prévio, o Comitê de Investigação revelou não ter dúvidas de que o crime tenha sido minuciosamente planejado, assim como o lugar escolhido para o assassinato — a ponte Bolshoi Kamenny, próxima ao Kremlin.

People gather at the site where Boris Nemtsov was recently murdered, with St. Basil's Cathedral seen in the background, in central Moscow, February 28, 2015. - Sputnik Brasil
Governo fará de tudo para encontrar e punir os responsáveis pela morte de Boris Nemtsov
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, encarregadou os chefes do Comitê de Investigação, do Ministério do Interior e do Serviço Federal de Segurança da Rússia de criar uma equipe especial para manter as investigações sob seu controle pessoal.

De acordo com o seu porta-voz oficial, Dmitry Peskov, “Putin afirmou que esse assassinato cruel apresenta todos os elementos de um crime por encomenda e possui um caráter de provocação”.

Borisv Nemtsov tinha 55 anos. Ele foi vice-primeiro ministro do governo russo na época do presidente Boris Yeltsin, quando foi considerado um possível candidato à presidência. Em dezembro de 2007, chegou a apresentar candidatura à presidência da Rússia pelo seu partido Soyuz Pravykh Sil (União das Forças de Direita), mas acabou retirando-a em favor de Mikhail Kasianov.

Desde o início da presidência de Vladimir Putin, Nemtsov se posicionou como um crítico ativo da sua administração. Nemtsov ocupou diversos cargos públicos e foi eleito sucessivas vezes para o parlamento. Ele era o vice-presidente do Partido Republicano da Rússia — Partido da Liberdade Popular (RPR-PARNAS) e, desde 2013, ocupava o cargo de deputado da região de Yaroslavl, cidade satélite de Moscou.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала