Argelinos manifestam-se contra gás de xisto

© AP Photo / Keith SrakocicPreparação de tuberias para gás de xisto nos EUA
Preparação de tuberias para gás de xisto nos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta terça-feira, teve lugar uma grande manifestação em Argel contra a extração de gás de xisto no país.

A população da Argélia está preocupada com as consequências ecológicas que a implementação de extração do gás de xisto pode trazer ao país. Nesta terça-feira, na capital do país, Argel, teve lugar uma manifestação em solidariedade com as províncias saarianas do país onde já foram realizadas perfurações experimentais pela empresa Sonatrach, com participação estrangeira.

A polícia antimotim argelina reforçou, desde a madrugada, os seus destacamentos no centro da capital, onde as manifestações permanecem proibidas.

Segundo Mohsen Belabès, um dos líderes da oposição que encabeçaram a marcha, a polícia deteve cerca de 50 manifestantes durante o evento. Houve também outros presos, mas não há informações sobre feridos.

No entanto, na cidade de Ain-Salah, que fica nas imediações do local da exploração, manifestações não cessam desde inícios de janeiro. Os habitantes locais exigem o fim das extrações.

O gás de xisto é visto como uma esperança econômica pelas autoridades da Argélia depois da queda do mercado petroleiro. Mas a população das cidades situadas perto das jazidas não apoia o uso deste recurso, principalmente por medo de que explorações intensivas possam prejudicar o meio ambiente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала