Ucranianos exigem que governo preste contas um ano após o Maidan

© Sputnik / Vitaly Belousov / Abrir o banco de imagensPraça de Independência (Maidan Nezalezhnosti) em Kiev
Praça de Independência (Maidan Nezalezhnosti) em Kiev - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os participantes da ação "Um ano passou. O que fez o governo?" reuniram-se perto da administração presidencial ucraniana.

Seu objetivo é recordar ao presidente e ao governo todas as exigências dos manifestantes na praça de Independência (Maidan Nezalezhnosti) nos anos 2013 e 2014.

A ação contou com várias dezenas de participantes, a maioria jovens, que se reuniram sob a bandeira do partido Volya (Vontade). Recentemente, o presidente Pyotr Poroshenko decretou a data de 20 de fevereiro como Dia de Memória das Vítimas dos Protestos, apelidado de Euromaidan. Amanhã em Kiev será realizada uma série de eventos comemorativos, com a participação das autoridades do país.

Vitaly Zakharchenko - Sputnik Brasil
Ex-ministro do Interior: autoridades da Ucrânia discutiram dispersão forçada de Maidan
Os manifestantes chegaram ao portão da administração em silêncio. Sua finalidade é lembrar quais eram as exigências dos ativistas que estavam na praça de Independência nos anos 2013 e 2014. Todos os manifestantes empunham um pequeno cartaz preto, mostrando um ponto de interrogação e a inscrição "Um ano depois do Maidan. O que foi feito?".

A polícia que protege o edifício quis saber as intenções dos manifestantes. Estes anunciaram que queriam  entregar as suas exigências a alguém da administração presidencial. A interação entre os manifestantes passou sem incidentes.

Ações semelhantes estão previstas perto do Gabinete de Ministros da Ucrânia, da Suprema Rada (Parlamento), do Ministério do Interior e da Procuradoria-geral.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала