OTAN recusa responsabilidade por crise na Líbia

Nos siga noTelegram
O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, declarou que não foi a operação militar da OTAN na Líbia que levou à crise no país.

A operação militar na Líbia, que resultou na deposição  do líder Muammar Kadhafi, não foi a razão da crise no país, opina Stoltenberg. Segundo ele, a responsabilidade é de outras organizações internacionais.

“É preciso lembrar que a operação da OTAN na Líbia foi realizada por ordem da ONU, e tinha a ver com a proteção de civis durante ataques [das forças] do regime de Kadhafi”, disse Stoltenberg em resposta à pergunta se ele sente responsabilidade pelos acontecimentos na Líbia.

Segundo o chefe da OTAN, a situação exigia a presença maior de organizações internacionais.

"Precisávamos de medidas adicionais, mais presença da comunidade internacional, mas a crise não é apenas da responsabilidade da OTAN", disse o secretário-geral.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала