Geórgia convoca seu embaixador na Ucrânia para prestar esclarecimentos sobre Saakashvili

© AP Photo / Efrem LukatskyFormer Georgian president Mikhail Saakashvili smiles as he arrived at the opposition headquarters in Kiev, Ukraine, Saturday, Dec. 7, 2013
Former Georgian president Mikhail Saakashvili smiles as he arrived at the opposition headquarters in Kiev, Ukraine, Saturday, Dec. 7, 2013 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério das Relações Exteriores da Geórgia convocou hoje o embaixador do país em Kiev, Mikhail Ukleba, para dar mais detalhes às autoridades georgianas sobre a recente indicação do ex-presidente Mikheil Saakashvili aos cargos de assessor especial da presidência e presidente do conselho consultivo internacional de reforma da Ucrânia.

De acordo com algumas fontes ligadas à chancelaria georgiana, Ukleba deve estar em Tbilisi no início da próxima semana para "fornecer as explicações" necessárias. Mas,  antes disso, ele deve fazer um levantamento da posição das principais agências da Ucrânia sobre a nomeação do ex-chefe de Estado da Geórgia para cargos em Kiev. 

Para a presidente da Comissão de Direitos Humanos e Integração Civil do parlamento da Geórgia, Eka Beselia, o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, cometeu um grande erro ao escolher Saakashvili como assessor. Segundo ela, "a indicação de alguém cuja política causou tão mal" ao seu próprio povo não pode ser do interesse da Ucrânia. "Eu não sei que tipo de conselhos razoáveis Mikheil Saakashvili poderia dar ao presidente daquele país (a Ucrânia)", declarou Beselia. 

Saakashvili, que governou a Geórgia entre os anos de 2004 e 2013, é acusado por uma série de crimes em seu país, incluindo violações dos direitos humanos, desvio de fundos e abuso de poder. Na última sexta-feira, ele foi nomeado assessor especial de Poroshenko e presidente do conselho consultivo internacional de reforma da Ucrânia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала