UE não deve aliviar sanções contra Rússia a menos que Putin mude atitude

© REUTERS / Eric VidalDavid Cameron, primeiro-ministro britânico, e Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia
David Cameron, primeiro-ministro britânico, e Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A União Europeia não vai aliviar as sanções contra a Rússia, a menos que o presidente do país, Vladimir Putin, mostre disposição para mudar sua política em relação à Ucrânia, disse o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, nesta quinta-feira.

Falando a caminho de uma reunião de líderes da UE, Cameron se disse satisfeito com um acordo de paz fechado em Minsk nesta semana, mas apenas "caso este seja um verdadeiro cessar-fogo para a Ucrânia."

"O mais importante são as ações em solo e não palavras em um pedaço de papel", disse Cameron. "Precisamos que Putin saiba que a menos que haja mudanças de comportamento… as sanções não serão alteradas."

Preocupações de Cameron foram ecoadas pelo premiê finlandês, Alexander Stubb, que alertou para o risco de uma "situação congelada" entre a UE e a Rússia, se o acordo de Minsk "não se mantiver". Ainda assim, Stubb acrescentou: "Eu acho que devemos dar uma chance à paz".

fonte: Estadão Conteudo

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала