Tribunal dos EUA absolve policial que matou veterano da Segunda Guerra Mundial

© Sputnik / Vitaliy BelousovA espingarda
A espingarda - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Tribunal de Justiça do estado norte-americano de Illinois retirou as acusações contra o policial que atirou e matou um veterano da Segunda Guerra Mundial de 95 anos, que o ameaçou com uma bengala e uma calçadeira, relata o jornal britânico The Guardian.

O incidente ocorreu em julho de 2013. O policial Craig Taylor, junto com os seus colegas chegou à casa de repouso depois de ter recebido uma queixa de que o veterano de 95 anos de idade John Rana teria brigado com o pessoal, bem como batido em um deles com a bengala. O homem ameaçou os policiais com uma faca, exigindo que eles o deixassem.

Segundo exclarece o jornal, os policiais deixaram, mas retornaram mais tarde, armados com uma taser (arma de eletrochoque), escudo policial e uma espingarda.

Segundo os dados da acusação, Rana começou a ameaçar os policiais com uma faca (que depois veio a provar-se ser uma calçadeira) e, depois de se recusar a depor a arma, um dos policiais disparou cinco vezes contra o veterano com uma espingarda à queima-roupa. Como resultado, o veterano morreu de hemorragia interna abundante.

Segundo o juiz, as ações da polícia "não tiveram natureza criminal".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала