Ministério Público espanhol pede investigação de fraude em compra de Neymar

© Sputnik / Aleksandr Vilf / Abrir o banco de imagensNeymar
Neymar - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Esta segunda feira, o Ministério Público espanhol solicitou à Corte Nacional do país o julgamento e a investigação do presidente do Barcelona, Josep Maria Bartolomeu, pela possível fraude fiscal durante a contratação do jogador brasileiro Neymar.

O promotor Jose Peral divulgou um comunicado nesta segunda-feira, no qual solicitava a investigação contra Bartolomeu e o clube. A fraude, segundo a autoridade espanhola, pode ter custado 2,8 milhões de euros aos cofres públicos (aproximadamente 8,6 milhões de reais).

Corrida de cães - Sputnik Brasil
Modalidades esportivas para praticar no inverno
Além disso, segundo a acusação, o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, cometeu delitos fiscais na contratação do atacante brasileiro, e poderá ser penalizado com reclusão de um a cinco anos por um dos delitos, e com seis meses a quatro anos de reclusão por outro crime. O clube, por sua vez, teria cometido dois delitos fiscais, referentes ao pagamento de Imposto de Renda sobre contratados não-residentes.

O Ministério Público informa que o Barcelona pagou cerca de 83 milhões de euros (aproximadamente 253 milhões de reais) por Neymar e teria que desembolsar mais 12 milhões de euros em impostos (37 milhões de reais). O clube já pagou 13,5 milhões de euros (41 milhões de reais) para a Receita Federal, o que poderá ser encarado como atenuante no caso de danos cometidos ficarem comprovados. 

O Ministério Público já move uma investigação sobre ex-presidente do Barcelona, com intuito de descobrir se o valor real da transferência do Neymar corresponde ao declarado. A polêmica provocou a saída de Rosell do comando do clube.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала