Caros leitores, com grande alegria anunciamos que a Voz da Rússia está mudando de nome e se mudando para um novo site. Nós agora seremos conhecidos como a agência de notícias e rádio Sputnik. Vocês podem encontrar todas as últimas notícias da nossa agência em http://br.sputniknews.com. Por favor, atualizem seus favoritos e fiquem conosco!
5 Setembro 2011, 12:44

Medvedev assina lei sobre anúncios de clínicas de abortos

Medvedev assina lei sobre anúncios de clínicas de abortos

O presidente Dmitry Medvedev assinou uma lei que recrudesce as exigências em relação ao conteúdo dos anúncios sobre serviços médicos de interrupção da gravidez, comunicou o serviço de imprensa do Kremlin.

O presidente Dmitry Medvedev assinou uma lei que recrudesce as exigências em relação ao conteúdo dos anúncios sobre serviços médicos de interrupção da gravidez, comunicou o serviço de imprensa do Kremlin. Trata-se de emendas à Lei da Publicidade, que agora obrigam a inserir nos respectivos anúncios a advertência de que o aborto pode provocar esterilidade ou ter outras consequências para a saúde da mulher.

A advertência deve ocupar pelo menos 10% do texto publicitário. Para além disso, a lei estabelece que os referidos anúncios não devem conter afirmações sobre o carácter inofensivo de tal intervenção médica.

Um dos co-autores do respectivo projecto-lei, o deputado Victor Zvagelski, informara anteriormente que, segundo os dados estatísticos oficiais, na Rússia realizam-se mais de 300 abortos por hora. O país ocupa o primeiro lugar no mundo quanto a esse indicador, assinalou.

Em 2007, por exemplo, na Rússia praticaram-se 1.479.000 interrupções da gravidez, um número praticamente igual ao de nascimentos registados no país. Para além disso, o número real de abortos pode ser muito maior que os dados oficiais, disse o deputado.

  •  
    E recomendar em